1. Skip to Main Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

BALANÇO: Modernização Administrativa economiza mais de R$ 8 milhões e meio em licitações

Escrito por  Vanessa Martins 04 Janeiro 2018 Publicado em Últimas Notícias
BALANÇO: Modernização Administrativa economiza mais de R$ 8 milhões e meio em licitações Foto: Fernando Planella

Redução de custos e maior eficiência na Administração Pública foram as principais medidas em 2017.


Fazer mais com menos: este foi o desafio enfrentado pelos gestores do Governo Municipal ao longo do ano passado. Para driblar a crise, uma série de medidas foram adotadas pelo secretário de Modernização Administrativa e Gestão de Pessoas, Gilson Stuart. Ele destaca que algumas delas geraram, ou devem gerar nos anos subsequentes, uma importante economia de recursos públicos. Apenas com a devolução de dois prédios alugados, que serviam de base para o Arquivo Central e para o Procon, o município economizará um total de R$ 100 mil/ano.
Ao longo de 2017, vários contratos foram revisados ou refeitos. Com prestadores de serviços, a renegociação baixou o valor pago de R$ 24/hora para R$ 14/hora. Já com relação aos pagamentos referentes ao descarte do lixo inerte, a Prefeitura baixou de R$ 35 para R$ 32 o custo da tonelada. Também houve a readequação e realocação dos contêineres de resíduos orgânicos e secos para o melhor aproveitamento dos recursos; foram unificadas as contas de telefone fixo; feita a redução das linhas de telefonia móvel, com economia de R$ 10 mil/mês e a realização de licitação para telefonia fixa e banda larga, alcançando uma economia estimada de R$ 155 mil/ano.
Com a emissão de nota fiscal 100% eletrônica, se garantiu maior fiscalização e geração de recursos. Além disso, foram realizados processos licitatórios para todas as secretarias, que geraram economia na aquisição de equipamentos, produtos e serviços.
Gestão de pessoas
A Secretaria também adotou medidas relacionadas aos servidores, como a adoção do Programa Jovem Aprendiz, em parceria com a Transcal; a possibilidade de redução da carga horária de servidores efetivos; um maior controle das avaliações de estágios probatórios e dos registros do ponto eletrônico de entrada e saída de funcionários. Também foram realizadas capacitações visando a qualificar o quadro funcional.
Para finalizar o ano, também foi preparado o processo de licitação para Parceria Público-Privada, na modalidade de concessão administrativa, para a gestão, modernização, expansão, operação e manutenção da rede de iluminação pública no município, que deve tornar Cachoeirinha modelo de gestão da iluminação pública para o Estado.
Conforme Gilson Stuart, o ano de 2017 exigiu uma análise detalhada da máquina pública.
"Procuramos mapear todos os processos de gestão administrativa na busca por melhores resultados com menor custo. Medidas difíceis foram adotadas, mas elas vão gerar um resultado sólido a curto e longo prazo, aproximando-se melhor da realidade financeira do município", destaca o secretário.