1. Skip to Main Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

SEGURANÇA: Agentes da Guarda Municipal de Cachoeirinha passam a atuar armados

Escrito por  Gisele Ortolan 04 Janeiro 2018 Publicado em Últimas Notícias
SEGURANÇA: Agentes da Guarda Municipal de Cachoeirinha passam a atuar armados Fernando Planella

São 40 servidores, habilitados pela Polícia Federal e Polícia Civil, para o porte e manejo, com mais de 130 horas de instruções e acompanhamento psicológico para a função

Um ato na manhã desta quinta-feira, dia 4, marcou o armamento da Guarda Municipal de Cachoeirinha. A partir desta semana, 40 agentes vão fazer o policiamento ostensivo com pistolas calibre 380 espingardas calibre 12.

Todos os servidores foram habilitados pela Polícia Federal e Polícia Civil, para o porte e manejo, com mais de 130 horas de instruções e acompanhamento psicológico para a função.

“Uma guarda desarmada, não consegue cumprir com as suas funções, ainda mais após a atualização da legislação (Lei 13.022/2014) que exigiu das cidades o patrulhamento ostensivo. A partir desta ação, Cachoeirinha terá um importante ganho na segurança”, apontou o secretário de Segurança e Mobilidade, Marco Aguirre Gouvêa. Ele anunciou ainda que, neste ano, será elaborada lei para a criação do Fundo Municipal de Segurança Pública.

Com esta ação, Cachoeirinha passa a integrar o grupo de 16 cidades gaúchas que têm suas Guardas Municipais armadas. “Que bom seria se toda arma fosse uma rosa, uma cortesia, uma boa ação. Mas, infelizmente, esta ainda não é a sociedade em que vivemos. Mais importante do que usar a arma é saber não usar. Temos certeza de que vocês estão preparados para este desafio a fim de garantir que os munícipes sejam beneficiados”, apontou o prefeito Miki Breier.

O ato concretiza o compromisso da Prefeitura com a comunidade visando à segurança de Cachoeirinha. “Entramos em uma nova etapa da história da Guarda Municipais, que há muito tempo está nas ruas, ao lado da Brigada Militar e demais forças de segurança, auxiliando na proteção da comunidade. Com o armamento, também é exigida uma nova responsabilidade dos nossos agentes e, por isso, quero desejar um bom uso, para que, de fato, se possam atuar imbuídos do espírito de cuidar de todos, que significa o compromisso de defender a vida e quer o melhor para a cidadania”, destacou Juliano Paz, secretário de Governança e Gestão.

O novo presidente da Câmara Municipal, Rubens Otávio Steigleder Ohlweiler, reforçou o compromisso do legislativo na busca de recursos. “O parlamento seguirá firme na busca de investimentos, não apenas para aprimorar o trabalho Guarda Municipal, mas também visando as demais forças de segurança”.


SAIBA MAIS:

A primeira etapa do processo para o armamento da Guarda Municipal se deu com a seleção dos 40 guardas municipais através de exames psicológicos. Na sequência, eles realizam o Curso de Habilitação e Aperfeiçoamento ao Porte de Arma de Fogo, com 130 horas de aula, na Academia de Polícia Civil Porto Alegre (Acadepol), com um investimento de R$ 81 mil.
O armamento adquirido é composto por 26 pistolas calibre 380 e quatro espingardas calibre 12, com  custo de R$ 106 mil. O total investido pela Prefeitura, incluindo exames psicológicos, foi de R$ 187 mil.