1. Skip to Main Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

PREVENÇÃO: Ações divulgam orientações para previnir o suicídio

Escrito por  Gabriel Silveira 10 Setembro 2018 Publicado em Últimas Notícias
PREVENÇÃO: Ações divulgam orientações para previnir o suicídio Katia Freitas

Prefeitura se integra ao Setembro Amarelo desenvolvendo e reforçando estratégias de prevenção. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, 90% dos casos de óbito podem ser evitados



A Prefeitura, através da Secretaria de Assistência Social, Cidadania e Habitação, promoveu na manhã desta segunda-feira, 10 de setembro, palestra sobre depressão e suicídio, além da distribuição de folders. A ação faz parte das atividades do Setembro Amarelo, alusiva ao Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio.
A palestra contou com a presença da representante da ONG Centro de Valorização da Vida, Liliane Gonçalves, que destacou as ações da organização e a importância de se buscar ajuda quando se está com depressão. “Nós prestamos um serviço voluntário de apoio emocional para todas as pessoas que queiram e precisem conversar, buscando auxiliar e ajudá-los nestas situações”. A ONG atende 24 horas, através do telefone 188, de forma sigilosa e gratuita.
O secretário de Assistência Social, Cidadania e Habitação, Valdir Mattos, ressaltou que as ações do Setembro Amarelo tem uma função muito importante no sentido da prevenção. “Precisamos levantar essa questão, incentivando e dando apoio aos que estejam passando por algum transtorno para que busque algum tipo de ajuda.” completa.
Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio
A coordenadora da Proteção Social Especial, Simone Moraes. Lembra que o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio foi instituindo em 2003, pela Associação Internacional para a Prevenção do Suicídio e pela Organização Mundial de Saúde (OMS). “O objetivo é atuar na prevenção, através da adoção de estratégias para salvar vidas”, destaca.
“Precismos vencer tabus, como o de que não se deve falar sobre o tema. É necessário sim dar atenção às pessoas que estão num momento de desespero”, reforça Miki Breier, prefeito de Cachoeirinha. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, 90% dos casos de óbito podem ser evitados. O suicídio é a 13ª causa de morte no mundo, sendo uma das principais entre adolescentes e adultos até aos 35 anos. A taxa de é maior entre os homens.
Em Cachoeirinha, quem precisa de apoio deve procurar o centro de Saúde Mental Adulto, que fica na Rua Bandeirantes, 74, Bairro Bom Princípio, telefone 3424.9032; ou o Centro de Atenção Psicossocial Infanto Juvenil, na Rua Francisco Brochado da Rocha, 95, Bairro City, telefone 3041-4107.