1. Skip to Main Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

SAÚDE: Sessão Solene é realizada em homenagem aos municípios com leis de amparo as pessoas com fibromialgia

Escrito por  Judy Wroblewski 08 Novembro 2019 Publicado em Últimas Notícias
SAÚDE: Sessão Solene é realizada em homenagem aos municípios com leis de amparo as pessoas com fibromialgia Divulgação

Cachoeirinha foi a primeira cidade do estado a ter uma lei em favor dos fibromiálgicos sancionada



No início da semana, o prefeito Miki Breier esteve no Plenário Ulysses Guimarães em Brasília para uma Sessão Solene em homenagem aos 300 municípios alcançados pela Lei das Filas e Estacionamentos Preferenciais para Pessoas com Fibromialgia e do 12 de maio como Dia de Conscientização sobre a Fibromialgia.
Segundo o prefeito, atitudes que colocam a doença em pauta são necessárias para a conscientização da população e dos municípios. “Cachoeirinha foi a primeira cidade que teve a lei sancionada. A reflexão é muito importante e essa sessão é fundamental, pois muitos não entendem a dor que pessoas com fibromialgia passam”, ressaltou.
Desde agosto, Cachoeirinha oferece tratamento para pacientes que sofrem com a doença. As sessões estão sendo realizadas em uma sala do programa Viva Mulher, que fica no Centro de Especialidades Clínicas, ao lado da Prefeitura.
O grupo Gente de Fibro, em parceria com a Anfibro (Associação Nacional dos Fibromiálgicos), iniciou em Cachoeirinha em janeiro de 2019, e foi quem buscou, com apoio do vereador Cristian Wasem (MDB), a parceria com a USP para oferecer esse tratamento. Segundo o vereador, esse projeto é uma luta importante para levar conhecimento sobre a doença à população. “O projeto visa atender os pacientes fibromiálgicos, promover informação aos seus familiares e a sociedade como um todo. Também tem o objetivo de disseminar conhecimento aos profissionais da saúde pública municipal sobre essa síndrome e incentivá-los a pesquisar sobre melhores tratamentos. Essa luta é pessoal, do meu mandato, e deve ser de toda a sociedade, pois o sofrimento é real.”
Uma das coordenadoras do grupo, Karen Prestes, falou sobre a relevância desse projeto na cidade. “Em menos de um ano conseguimos alcançar tantas pessoas que precisam de ajuda. Atualmente o grupo conta com mais de 150 integrantes no município. Nós temos encontros quinzenais de ajuda e cada vez queremos melhorar mais a qualidade dos atendimentos oferecidos. Agora temos até uma psicóloga voluntária acompanhando as reuniões do grupo.” Para os interessados em participar do grupo Gente de Fibro o telefone para contato é 99351-7428.


Texto de: Judy Wroblewski – Estágio Supervisionado/PMC
Edição de: Gisele Ortolan/PMC
Foto/Arte de: Divulgação
- Autorizada a reprodução de textos e imagens, desde que as fontes sejam citadas.