1. Skip to Main Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

BALANÇO: Mais de 4 mil estudantes em atividades complementares

Escrito por  Diretoria de Comunicação Social 07 Janeiro 2020 Publicado em Últimas Notícias
BALANÇO: Mais de 4 mil estudantes em atividades complementares Fernando Planella

Em 2020, meta é concluir a Emei Moradas do Bosque, ampliar os projetos de turno inverso e aplicar a Base Nacional Comum Curricular.

“Os programas de turno inverso também enchem nosso coração de alegria”, diz o chefe do Executivo, ao lembrar um dos seus principais compromissos de campanha. “Saltamos de pouco mais de mil crianças em atividades no turno inverso para mais de 4 mil. Temos oficinas de canto, instrumentos e dança, além dos programas Alvo no Futuro e Crescendo com Segurança - Guarda Mirim. Esses são programas que dialogam com a prevenção garantindo a ocupação saudável do tempo livre das nossas crianças”, comemora Miki Breier.

Ao todo, a Secretaria Municipal de Educação desenvolve oito projetos em turno inverso ao escolar, que vão muito além do reforço das aulas, buscando a promoção da cidadania e das capacidades das crianças e jovens. Os programas envolvem estudantes da rede municipal de ensino, matriculados do 1º ao 9º ano. "Isto representa mais de 44% dos alunos, ou seja, quase a metade dos estudantes estão envolvidos nestes programas", destaca a secretária da pasta, Rosa Maria Lippert.

Rosinha lembra que em 2019 foi criada a Banda Municipal Fé na Vida e aconteceu a inauguração da Biblioteca Solarium. “Também foi um momento de construção de todas as Propostas Político-Pedagógica, Regimentos Escolares e Planos de Estudos de todas as Emeis e Emefs da rede municipal à luz da nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC), o estudo e aplicabilidade da Lei 10.639 foi enfatizado com a Mostra de Trabalhos da Cultura Afro-Brasileira e encontros de Formação da Educação de Jovens e Adultos foram proporcionados”, diz ela.

Para 2020, a meta é a conclusão da Pró-Infância Moradas do Bosque. “Também faremos a cobertura externa das EMEFs Deolinda e Costa e Silva, o cercamento de gradil da Central Park, a construção do muro da EMEF José Victor”, acrescentando a ampliação dos projetos do contraturno escolar, da disponibilização dos kits escolares do pré ao EJA e aplicação da nova Base Nacional Comum Curricular nas escolas.

Educação

- Reformas e melhorias em escolas: R$ 2,8 milhões investidos;

- Retomada da construção da creche Moradas do Bosque;

- Conclusão da creche Ema Borges;

- Calçadas nas escolas Beija Flor do Bosque, Natálio Schlain, Dagmar Mucillo, Maria Fausta, Alzira Silveira;

- Gradis nas escolas Granjinha, Assunção, Costa e Silva e Getúlio Vargas;

- Atividades extracurriculares - 4 mil alunos matriculados em projetos como: Canta e Encanta Minha Gente; Cata-Vento; Movi-Mente; Banda Escolar; Vivências e Práticas Medidativas; Ecologia Profunda na Educação e Crescendo com Segurança – Guarda Mirim.