CORONAVÍRUS: Defesa Civil intensifica medidas como rondas para as abordagens aos locais com aglomeração

Escrito por  Judy Wroblewski 25 Março 2020 Publicado em Últimas Notícias
Lido 647 vezes
CORONAVÍRUS: Defesa Civil intensifica medidas como rondas para as abordagens aos locais com aglomeração Divulgação/PMC

Estão sendo disponibilizados para os comércios essenciais, que se mantem em funcionamento, cartazes com as informações de medidas de higiene e cuidados a serem tomados.


 
Em decorrência do combate ao coronavírus, a Defesa Civil de Cachoeirinha está tomando medidas para evitar a proliferação da doença e informar a população.
Estão sendo feitas articulações com os órgãos federais, governamentais e municipais para a capitação de recursos tanto na área da saúde, quanto na área econômica do município. Também estão sendo realizadas atividades junto à iniciativa privada para buscar apoio dos empresários da cidade.
Na terça-feira, dia 24, a empresa Bomber, produtora de alto-falantes, disponibilizou cinco caixas de som que serão acopladas aos veículos oficiais para que a capacidade de divulgação de informações para a população seja ampliada.
Também estão sendo disponibilizados para os comércios essenciais, que manterão o funcionamento, cartazes com as informações de medidas de higiene e cuidados a serem tomados.
A próxima ação da Defesa Civil é buscar parcerias para a aquisição de leite Nan 1 e 2 que serão usados no abastecimento das atividades junto ao Abrigo Municipal.
Recentemente, o prefeito Miki Breier assinou o decreto que estabelece toque de recolher das 22h às 5h. Nesse período fica proibida a circulação na cidade, exceto para quem de fato necessita sair de casa, como em casos de atendimento médico, prestar serviços na área de saúde, segurança e serviços essenciais. A medida terá a mesma duração que a situação de Calamidade declarada no Decreto nº 6838/2020.
Para garantir o cumprimento da nova regra a Defesa Civil, Guarda Municipal e Agentes de Trânsito farão uma força tarefa para intensificar as abordagens em locais em que houver aglomeração de pessoas.
“Não queremos que a população tenha medo das abordagens. As rondas servem para orientar a população sobre as melhores formas de agir nesse período tão delicado”, salienta o coordenador da Defesa Civil, Diego Rebelatto.

 


Texto de: Judy Wroblewski – Estágio Supervisionado/PMC
Edição de: Gisele Ortolan/PMC
Foto/Arte de: Divulgação/PMC
- Autorizada a reprodução dos textos e imagens, desde que as fontes sejam citadas.

voltar ao topo