1. Skip to Main Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

COVID-19: Primeira paciente a ter alta do Hospital de Campanha cumpre quarentena em casa

Escrito por  Andressa de Bem e Canto 20 Maio 2020 Publicado em Últimas Notícias
COVID-19: Primeira paciente a ter alta do Hospital de Campanha cumpre quarentena em casa Divulgação/PMC

Chorei ao sair do hospital de felicidade por estar viva. Nasci de novo, é uma doença bem complicada. Estou vendo a vida de outra maneira”, conta Simone Almeida que teve alta após oito dias de internação. 

 
Nesta terça-feira, 19 de maio, teve alta a primeira paciente tratada da Covid-19 no Hospital de Campanha e que agora cumprirá 15 dias de quarentena em casa. A assessora parlamentar Simone Almeida, 46 anos, ficou oito dias internada desde o dia 11 de maio. Antes, a paciente utilizou o aplicativo da Prefeitura “Cachoeirinha Contra o Coronavírus”, que permitiu o seu monitoramento constante.
Simone conta da sensação de dor e de morte causada pelo coronavírus. “Chorei ao sair do hospital, mas foi de felicidade por estar viva. Nasci de novo, é uma doença bem complicada. Estou vendo a vida de outra maneira”, revela.
Segundo a assessora, o atendimento que recebeu no Hospital de Campanha foi preciso, com profissionais muito competentes e atenciosos. Simone não tinha outras doenças e acredita que seu histórico saudável também ajudou em sua recuperação. “Esta doença é silenciosa e o agravamento dos sintomas é muito rápido”, alerta.
O secretário de Saúde, Dyego Matielo, comenta que a sensação é de dever cumprido. “Cachoeirinha construiu um equipamento para preservar a vida e a vida foi preservada. Então isso já vale todo o investimento, todo o suor em prol do Hospital de Campanha. Este caso nos mostra também que a organização da rede de cuidados em saúde está funcionado. Quero elogiar ainda equipe da saúde que está na linha de frente do combate ao coronavírus”, reforça o titular da pasta.
Para Simone, fica a lição de que a doença está próxima de todos e que as pessoas devem tomar cuidado. “Nem todo mundo terá a mesma chance que eu, de se recuperar. Esse vírus veio para ensinar muita coisa a todos nós, temos que ter mais amor pelas pessoas, estamos muito acelerados, precisamos cuidar mais da vida”, sugere.