1. Skip to Main Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

FIBROMIALGIA Live realizada pela Anfibro tratou sobre a importância de políticas públicas

Escrito por  Carol Candido 22 Maio 2020 Publicado em Últimas Notícias
FIBROMIALGIA Live realizada pela Anfibro tratou sobre a importância de políticas públicas Reprodução

Transmissão foi mediada pelo presidente da Associação, Daniel Lenz, com a participação da delegada e fundadora do grupo Gente de Fibro de Cachoeirinha, Karen Prestes, do prefeito Miki Breier e do vereador Cristian Wasem


Tentar calcular quanto sofre o paciente diagnosticado com a Fibromialgia só é possível quando se é portador dessa síndrome. As dores potencializadas, intensas e diárias em todas as partes do corpo são um calvário para esses pacientes e muitas vezes incompreendidas até pela própria família.
Com um objetivo de desmistificar a debater sobre a doença foi realizada na noite de ontem, dia 21, uma live através da Associação Nacional de Fibromialgia (Anfibro) mediada pelo presidente Daniel Lenz, com a participação da delegada e fundadora do grupo Gente de Fibro de Cachoeirinha Karen Prestes, do Prefeito Miki Breier e do vereador Cristian Wasem.
Na live que teve a participação de pacientes acometidos de fibromialgia de todo o país, o prefeito Miki Breier lembrou que o mês de maio é um mês de reflexão sobre a doença.
“Nós queremos ser solidários. Queremos que a comunidade perceba a importância do diagnóstico e que estes pacientes merecem um tratamento diferenciado. Com este olhar especial, podemos reduzir o sofrimento dos que têm a doença”, pontuou o prefeito Miki Breier.
O presidente Daniel, lembrou que Cachoeirinha é pioneira em relação a elaboração de políticas públicas para pacientes com fibromialgia. “Através da autoria do vereador Cristhian Wasem, Cachoeirinha tem hoje duas leis que beneficiam os fibromiálgicos. Uma delas é a que institui o dia 12 de maio, como o dia de sensibilização sobre a fibromialgia e outro que dispõe de atendimento preferencial e reserva de vagas de estacionamento para pessoas com a doença.
A delegada da Anfibro e fundadora do grupo Gente de Fibra de Cachoeirinha, Karen Prestes destacou que além das Leis, Cachoeirinha é pioneira em um tratamento elaborado pela Universidade de São Paulo (USP) que disponibiliza um método inovador que cura até 90% das dores dos fibromiálgicos e que é aplicado em quase 200 pessoas cadastradas no seu Grupo. “As aplicações são realizadas em uma sala do programa Viva Mulher com apoio do prefeito Miki Breier e da primeira da dama Vanessa Morais”, esclareceu.
O vereador Cristian Wasem, autor das leis, disse que legisladores precisam ter mais sensibilidade em relação a necessidade dos fibromiálgicos. “Percebemos todos os dias a dificuldade de o INSS entender o quadro destes pacientes e todas as implicações da doença. Há necessidade de uma mudança no processo para que os fibromiálgicos possam ser laudados e assim conseguirem seus auxílios por invalidez e aposentadoria”, explicou.
Karen Prestes lembrou que o Grupo Gente de Fibra de Cachoeirinha neste ano, em meio a pandemia do coronavírus, teve as suas atividades presenciais interrompidas. “Em março ocorreu a última reunião presencial do nosso grupo, entretanto, Cachoeirinha vêm realizando em parceria com a Anfibro reuniões virtuais com apoio psicológico coordenado pela terapeuta Vera Machado que trazem acolhimento e amparo aos portadores de fibromialgia”, finalizou.