PLANEJAMENTO: Pandemia não impediu avanço de projetos

Escrito por  Vanessa Martins 01 Junho 2020 Publicado em Últimas Notícias
Lido 385 vezes

Secretário da pasta lembrou que alguns deles precisam passar pela Câmara de Vereadores e outros estão em andamento.


Na live desta segunda-feira, 1º de junho, o secretário municipal de Planejamento e Captação de Recursos Elvis Valcarenghi destacou que as secretarias que estão à frente no combate à pandemia do Coronavírus estão sendo mais exigidas agora, mas que as demais não pararam: “seguimos em projetos fundamentais como a revitalização das calçadas da Avenida Flores da Cunha, o prolongamento da Estrada dos Caetanos, que vai beneficiar cerca de 5 mil famílias, entre outros que estão sendo encaminhados para os próximos anos”.

Entre os projetos que estão sob análise dos vereadores no legislativo municipal está o zoneamento do Mato do Júlio (leia mais sobre o assunto aqui).

“Sabemos que foi uma questão muito polêmica mas que hoje parece estar próxima de um consenso. É uma área que precisa ser adotada pelos cidadãos do município. É um quadrilátero de uma propriedade privada onde ninguém entra. Zoneamento é um direito dos proprietários e no Plano de Diretor em 2007 esta questão já era para ter sido resolvida. Todo o território da cidade tem zoneamento urbanístico, exceto esta área”, explicou o secretário. Para ele, a construção desta negociação com os proprietários foi fundamental e passa pela questão da preservação: “nossa principal preocupação é a preservação da área. Proporcionar que a área seja utilizada respeitando toda a legislação ambiental vigente e ainda poder usufruir do maior parque ambiental da cidade com 6,3 hectares, pela conservação da casa histórica dos Batista. Também há uma vantagem do ponto de vista da Mobilidade, que está relacionada aos novos acessos à cidade”.

O prefeito Miki Breier explicou que o projeto que está na Câmara de Vereadores passou pelo Conselho Municipal do Plano Diretor, por Audiência Pública, e está tramitando dentro dos aspectos legais. Já o vice prefeito lembrou que o projeto está aberto para debate: “estamos à disposição dos vereadores e da comunidade para ouvir sugestões”.
voltar ao topo